|

Pós-doutorando contribui para inventário dos gases do efeito estufa

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

André Mazzetto atua no Laboratório de Biogeoquímica Ambiental

André Mazzetto atua no Laboratório de Biogeoquímica Ambiental

Prestes a defender seu doutorado, o pesquisador André Mancebo Mazzetto já engatou o pós-doutoramento em sua carreira científica e deseja continuar estudando as emissões de gases do efeito estufa provenientes das práticas agrícolas.

“Na verdade, meu pós-doc começará em setembro deste ano, depois da defesa da minha tese de doutorado, mas já enviei pedidos de bolsa para o pós-doutoramento, pois desejo continuar pesquisando”, afirma Mazzetto, que atua no Laboratório de Biogeoquímica Ambiental (LBA), do Centro de Energia Nuclear da Agricultura (Cena/USP).

Coordenado pelos professores Brigitte Feigl e Carlos Clemente Cerri, o LBA se destaca no setor agropecuário pelas análises que faz sobre as emissões relacionadas à mudança do uso do solo e o uso das práticas agrícolas, com destaque para as culturas de cana-de-açúcar e soja, além da produção de carne bovina e de frango.

Atualmente, o grupo de pesquisa desses docentes se dedica ao trabalho de analisar o quanto de carbono é sequestrado e emitido em todo o ciclo produtivo do etanol ― desde o plantio da cana até a chegada à bomba de combustível no posto de abastecimento e seu consumo pelo veículo.

“No meu trabalho estamos estudando a emissão de gases do efeito estufa provenientes da conversão da pastagem para áreas de cana-de-açúcar no Brasil. Estou analisando especificamente o metano e o gás carbônico, enquanto outros alunos pesquisam a emissão de óxido nitroso”, explica.

Tendo como objetivo ganhar mais experiência na área acadêmica, principalmente na condução e orientação de projetos, Mazzetto acredita que o pós-doutoramento será bastante produtivo. “O pós-doc é um período em que o aluno tem responsabilidade sobre uma pesquisa determinada por ele. Mas, uma vez no laboratório, exerce outras funções como auxiliar os professores e contribuir com os alunos de mestrado e doutorado”, informa.

Com dedicação exclusiva aos estudos, o biólogo formado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa e mestre em Ciências pela Esalq, pretende continuar na carreira acadêmica como professor e pesquisador. “Como essa é a carreira que escolhi, o pós-doc será mais um importante período para continuar desenvolvendo novas pesquisas. Além de ter tempo para escrever os artigos e manter contato com pesquisadores e pessoas da área”, completou.

_________________

Engenho da Notícia
Assessoria de Imprensa Cena/USP
(19) 3302.0100
divulgacao@engenhodanoticia.com.br
Twitter: @Engenho_Noticia
Facebook: Engenho da Notícia

Professor do Cena/USP lança livro pela editora Springer

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

Luciano Verdade divide autoria da obra com outros dois autores

Luciano Verdade divide autoria da obra com outros dois autores

A Editora Cientifica Internacional Springer acaba de publicar o livro ‘Applied Ecology and Human Dimensions in Biological Conservation’ (Ecologia Aplicada e Dimensões Humanas em Conservação Biológica), que tem como editores os pesquisadores Luciano Martins Verdade, Carlos I. Piña, e Maria Carolina Lyra-Jorge, especialistas em seus campos de atuação.

“O livro objetiva contribuir para fornecer conceitos e ferramentas tecnológicas necessárias para identificar e resolver problemas relacionados à biodiversidade”, afirma Verdade, professor da Divisão de Ecossistemas Tropicais, do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP).

Os autores levantam intrigantes questões evolutivas, que envolvem a capacidade de adaptação, às vezes surpreendente, de certos organismos que habitam ambientes alterados. No decorrer da obra, também se discute em que nível o homem deve intervir na natureza, a fim de evitar a perda de biodiversidade.

“Considerando que haja apenas quatro categorias de intervenção dos seres humanos na natureza – conservação biológica, controle, uso sustentável e monitoramento – e, como a grande maioria das espécies não está ameaçada de extinção, nem tem valor econômico ou é danosa, o monitoramento é de longe o mais relevante de tais alternativas. Mesmo porque, em função de nossas pressões antrópicas seu estado populacional pode mudar”, esclarece Verdade, que também é membro da coordenação do programa Biota-Fapesp.

Ao final do livro, os autores propõem estabelecer uma rede mundial de estações de monitoramento da biodiversidade, a fim de contribuir efetivamente para os processos de tomada de decisão em matéria de conservação, uso e controle da biodiversidade.

Mais informações sobre este livro, que já está disponível online para compra na íntegra ou de capítulos específicos, podem ser obtidas no endereço http://www.springer.com/life+sciences/ecology/book/978-3-642-54750-8.

Sobre a editora

Conhecimento, informação e qualidade – estas são os três pilares que moldam as atividades de negócios da Springer Science + Business Media, que desenvolve, gerencia e dissemina conhecimentos por meio de livros, revistas e da Internet. Sempre trabalhando com os melhores acadêmicos – mais de 150 ganhadores do prêmio Nobel já publicaram com Springer –, o objetivo da editora é oferecer sempre a excelência.

Outras informações

Engenho da Notícia

Assessoria de Imprensa CENA/USP

(19) 3302-0100

divulgacao@engenhodanoticia.com.br

Twitter: @Engenho_Noticia

Facebook: Engenho da Notícia

Pós-doutorandos buscam excelência em pesquisa e tecnologia de ponta

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

pos doc tsai

Mais do que uma decisão profissional, o pós-doutorado é uma oportunidade de se especificar na área de atuação escolhida e aprimorar pesquisas, atingindo níveis cada vez maiores de excelência e técnica, e contribuindo com o desenvolvimento de toda uma comunidade. No Centro de Energia Nuclear da Agricultura (Cena/USP), cerca de 40 pós-doutorandos estão distribuídos em três divisões e enfatizam a satisfação em trabalhar com uma atividade de pesquisa totalmente especializada.

Acacio Aparecido Navarrete, Rafael Borges da Silva Valadares, Fabiana de Souza Cannavan e Danielle Gregorio Gomes Caldas engrossam o time de pesquisadores do Laboratório de Biologia Celular e Molecular do Cena/USP. Os quatro pós-doutorandos dão continuidade aos trabalhos iniciados com o doutorado, focados em duas frentes principais: Ecologia Molecular Microbiana e Genética de Plantas.

Acacio Aparecido Navarrete, cuja pesquisa trata da identificação de potenciais bioindicadores de qualidade do solo em áreas de produção de cana-de-açúcar, utilizando metodologias moleculares e bioinformática de ponta e métodos mais tradicionais, explica que, no Brasil, a prática não caracteriza vínculo de emprego. “Diferentemente da Europa e dos Estados Unidos, não consideramos o pós-doutor um empregado. Em outros países, o pós-doutor pode ser tanto bolsista de uma fundação quanto ter sua carteira assinada pela universidade”, enfatiza.

Navarrete ainda esclarece que o pós-doutorado não é um curso e não fornece um título após sua conclusão, além de não ser necessária a defesa de uma tese final. Supervisionada por um professor, a atividade de pesquisa dura cerca de dois anos, dependendo da agência de fomento, e permite que outros pós-doutorados sejam afeitos após o término do primeiro, contanto que financiado por agências diferentes e, de preferência, em diferentes instituições.

Os outros pós-doutorandos do Cena/USP compartilham do posicionamento de Navarrete. Rafael Valadares, responsável pela pesquisa sobre a localização de proteínas de interesse biotecnológico, utilizando a tecnologia de microdissecção a laser, acoplada à espectrometria de massa de alta resolução, acredita que o pós-doutorado é uma continuação natural do trabalho desenvolvido no doutorado. “Após o término da tese de doutorado, a pesquisa que desenvolvemos abriu vários caminhos para investigações mais profundas. Assim, pude para dar continuidade ao que vinha fazendo, alocado em um centro de excelência”, conclui.

Seguindo o mesmo pensamento, Fabiana Cannavan e Danielle Caldas querem se aperfeiçoar na área de pesquisa. “Minha intenção é exercer minha profissão na universidade. Dessa forma, optei por permanecer no ambiente acadêmico para aprimorar meus conhecimentos e habilidades como pesquisador e docente”, explica Danielle, formada em Engenharia Agronômica pala Esalq/USP e doutora em Genética e Melhoramento de Plantas também pela Esalq/USP.

PÓS-DOUTORADO NO CENA/USP

O Cena/USP conta com três Divisões Científicas para os projetos de pós-doutorado. São elas: Divisão de Funcionamento de Ecossistemas Tropicais; Divisão de Produtividade Agroindustrial; e Divisão de Desenvolvimento de Técnicas Analíticas e Nucleares. Mais informações no site do Cena/USP http://www.cena.usp.br/pt/pós-doutorado ou pelo telefone (19) 3429.4600.

Engenho da Notícia
Assessoria de Imprensa Cena/USP
(19) 3302.0100
divulgacao@engenhodanoticia.com.br
Twitter: @Engenho_Noticia
Facebook: Engenho da Notícia

Docentes do Cena/USP participam de workshop sobre mudanças climáticas

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

Professores Tsai Siu Mui e Carlos Cerri irão palestrar no evento da Fapesp

Professores Tsai Siu Mui e Carlos Cerri irão palestrar no evento da Fapesp

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), por meio do Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais, realizará workshop sobre Impactos das Mudanças Climáticas Globais na Agricultura e Pecuária.

O evento, que tem como objetivo a troca de experiências resultantes de estudos nestas áreas de conhecimento, acontecerá no dia 27 de maio e terá a participação de dois docentes do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP), Tsai Siu Mui, atual diretora da instituição, e Carlos Cerri.

Durante o workshop serão discutidos temas como os impactos das mudanças climáticas nas safras e na produção de alimentos no Brasil e no mundo. Também haverá discussões sobre os resultados de pesquisas desenvolvidas para avaliar o impacto das mudanças climáticas futuras em colheitas de soja, milho, café, cana-de-açúcar e forragens.

Docente do laboratório de Biologia Celular e Molecular e primeira mulher a comandar o Cena/USP, Tsai irá abordar em sua palestra o ‘Impacto da mudança do uso da terra nos trópicos sobre a dinâmica da diversidade microbiana, composição e distribuição’.

Já Cerri, professor do laboratório de Biogeoquímica Ambiental, falará sobre o ‘Estoque de carbono do solo e mudanças no uso da terra para o cultivo da cana no Brasil’.

Ainda durante o evento, serão apresentados trabalhos sobre os impactos das mudanças do uso da terra na dinâmica da diversidade microbiana do solo, no ciclo do carbono e no estoque de carbono do solo.

O workshop que terá cunho internacional e contará com a presença de pesquisadores de várias universidades norte-americanas e representantes do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, será encerrado com uma mesa redonda que terá como tema ‘Desafios do passado para o futuro’.

Inscrições e informações no endereço http://www.fapesp.br/eventos/wsimpacts

______________

Engenho da Notícia

Assessoria de Imprensa Cena/USP

(19) 3302.0100

divulgacao@engenhodanoticia.com.br

Twitter: @Engenho_Noticia

Facebook: Engenho da Notícia