|

Cena/USP participará da edição 2014 do NewSimtec

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

Evento debaterá inovação e tecnologia no setor sucroenergético

Evento debaterá inovação e tecnologia no setor sucroenergético

O Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP) irá participar do Simpósio Internacional e Mostra de Tecnologia e Energia Canavieira (NewSimtec). O anúncio foi feito durante o lançamento do evento, que ocorreu na última terça, dia 8, no auditório do Parque Tecnológico em  Piracicaba/SP.

O Cena/USP, que na ocasião esteve representado por sua diretora, Tsai Siu Mui, integrará a Comissão de Programa e Conteúdo Tecnológico (CPCT), juntamente com a Esalq, Fatec e Unimep. Todo conteúdo a ser apresentado aos participantes do evento será elencado e analisado por essas instituições, criada especialmente para o simpósio.

“A comissão, formada por especialistas do setor, irá discutir temas e levantar as inovações do campo que compõe toda a cadeia produtiva da indústria canavieira. Essa será a parte acadêmica do evento, na qual estamos muito satisfeitos pela oportunidade de contribuir com os debates sobre os assuntos pertinentes ao setor sucroenergético”, afirmou Tsai.

“A participação da academia é importante em um simpósio desse porte, pois aqui será um local onde transitarão muitas informações e podem surgir ideias para novas linhas de pesquisas a serem estudadas”, afirmou Tsai.

Para o presidente do Arranjo Produtivo Local do Álcool (Apla), já se sabe que alguns temas pertinentes e atuais como o impacto na indústria na produção de açúcar e etanol e no solo, a colheita mecanizada e as novas pragas que surgem com  essa forma de colheita deverão ser debatidos durante o evento.

“Ainda estamos trabalhando na identificação dos problemas do setor. Mas, de uma forma geral, vamos tratar da colheita mecânica, de logística e de políticas públicas, porque sem uma direção do governo é impossível pensar em sustentabilidade”, disse Henrique Amorim.

Com o tema ‘Para pensar e realizar um futuro sustentável’ e após uma pausa de um ano, o NewSimtec será realizado nos dias 25, 26 e 27 de novembro de 2014, no Engenho Central, em Piracicaba/SP.

______________

Engenho da Notícia

Assessoria de Imprensa Cena/USP

(19) 3302.0100

divulgacao@engenhodanoticia.com.br

Twitter: @Engenho_Noticia

Facebook: Engenho da Notícia

Klaus Reichardt recebe o título de Cidadão Piracicabano

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

klaus

Professor sênior do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP) desde 2002, Klaus Reichardt recebeu, no último dia 4 de abril, o título de Cidadão Piracicabano.

Nascido em Santos, o professor foi homenageado pelo vereador Pedro Cruz, autor do projeto que foi entregue em solenidade realizada na Câmara de Vereadores de Piracicaba e que contou com a presença da diretora do Cena/USP, Tsai Siu Mui.

Desde 1958 em Piracicaba, quando iniciou os estudos na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP), de lá pra cá somou apenas seis anos longe da cidade, “numa conta simples, vivi mais aqui do que onde nasci”, disse.

“Essa cidade me deu tudo, nela encontrei minha esposa, minha ex-aluna Ceres (Pinto Viégas Reichadt), com quem tive três filhos (Roberto, já falecido, Gustavo e Fernanda), encontrei a Esalq, ajudei a fundar o Cena, e conheci meus muitos amigos”, disse após receber a honraria. Para ele, neste período da vida que chama de “juventude acumulada”, tornar-se agora piracicabano “acumula ainda mais responsabilidades”.

Desde a graduação se envolveu com a física nuclear na agricultura. Além de participar do inicio do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena), atuou como chefe da “Seção de Solos e Irrigação” em divisão da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) com a Agência Internacional de Energia Atômica, com sede em Viena (Suiça). Foi responsável por pesquisas em âmbito mundial.

Professor titular aposentado do Cena, Klaus Reichardt é autor de vasto legado no estudo de água no solo, balanço hídrico de culturas agrícolas e uso de técnicas nucleares. Tem na produção acadêmica reconhecimento internacional, não apenas em livros e outras publicações (como revistas cientificas), mas também na orientação de pós-graduando.

Ao fim do discurso, o piracicabano Klaus Reichardt destacou a importância de se iniciar uma “campanha cerrada” para economia de água – “se cada pessoa economizar cinco litros de água ao dia, economizaríamos cerca de dois milhões diariamente na cidade”, disse – e também sugeriu a aprovação de uma lei que exija captação de água das chuvas e coleta de energia solar em novos empreendimentos imobiliários em Piracicaba.

Em nome da família, a filha Fernanda destacou o lado paterno do professor Klaus, “do meu herói de infância”, como ela definiu. “A história de um homem é sempre mal contada, ninguém segue uma única vida, todos se multiplicam em diversos e transmutáveis homens”, disse. “O meu pai não deixou escapar o amor pelos outros, pelo trabalho e a qualquer forma de vida”, acrescentou Fernanda.

Ela também lembrou da capacidade do pai para desenvolver o que chamou de “mosaico de aquarela” no intuito de ajudar o irmão, Roberto, que tinha problemas motores, a se desenvolver na pintura. E ressaltou o conselho de sempre. “Apaixone-se”, diz ele, sempre, “talvez por isso tenho coragem de estudar Direito Ambiental na mesma escolha em que minha mãe e meu pai estudaram”, destacou a filha, de maneira emocionante.

Ex-diretor da Esalq, o professor Roque Dechen também destacou que a vida e obra de Klaus são “fecundas”. “Aqui, nos relatos sobre a vida dele, escutamos diversas definições e colocações a seu respeito, ouvimos as palavras ‘amizade’, ‘familia’, ‘paixão pelo ensino’, ‘cidadania’, enfim, tudo que o retrata”, disse. O amigo Jorge Henrique da Silva recorda-se que, quando morava na Europa, Klaus vinha a Piracicaba e, quando retornava, sempre dizia “Piracicaba está linda”, “ele nunca deixou a cidade”.

Autor da homenagem, o vereador Pedro Cruz agradeceu ao professor Klaus Reichardt por ter ficado em Piracicaba, ter desenvolvido aqui os estudos e toda a vida acadêmica. “Eu fico imaginando quanta gente, quanto conhecimento, não tem mundo afora que foram adquiridos aqui em Piracicaba, a partir da atividade que o senhor exerceu de maneira tão brilhante na Esalq e também no Cena”, disse o vereador.

A reunião contou ainda com a participação do vereador Carlos Gomes da Silva e do ex-vereador José Otávio Machado Mentem. Na área cultural, a cantora Débora Letícia e o violonista Otiniel Aleixo, o Legal, apresentaram Madrugada piracicabana (de frei Marcelino de Angatuba) e Bachianas Brasileiras 5, de Heitor Villa Lobos.

Pesquisador do Cena/USP avalia consumo de água na produção agrícola

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

professor Quirijn

Cooperação internacional que agrupa pesquisadores do Brasil e da Holanda irá analisar a produção de três importantes commodities agrícolas nacionais para identificar o consumo de água para a produção de cada uma dessas culturas.

Denominado ‘Eficiência de uso de recursos e redução de impactos da atividade agrícola sob cenários de mudança de uso da terra e climática no Brasil’, participam do projeto financiado pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) pesquisadores do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP), da Esalq e da Twente University, da Holanda.

O projeto prevê uma análise detalhada da produtividade hídrica das culturas de soja, milho e cana-de-açúcar, estudando as modificações causadas pela expansão das áreas desses sistemas agrícolas brasileiros para dentro do cerrado e para dentro da área de pastagem.

“A produtividade dessas culturas e suas mudanças devido a alterações no uso da terra serão estudadas por modelos já existentes e calibrados para cada uma das referidas áreas de cultivo. Através dessa modelagem, o consumo total da água será subdividido em três tipos, a chamada água azul (superficiais e subterrâneas), água verde (que as plantas transpiram) e água cinza (poluída pelo processo)”, explica o professor do Cena/USP Quirijn de Jong van Lier, coordenador do projeto.

Os estudos se dividirão por três regiões brasileiras de grande capacidade de cultivo. Milho no Mato Grosso, cana-de-açúcar em Goiás e soja em Mapitoba, área que engloba parte dos estados de Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia, compondo a sigla.

O projeto tem duração de três anos e pretende desenvolver estratégias baseadas na utilização eficiente de recursos visando a criação de uma produção sustentável. Após o levantamento de todos os dados, as estratégias serão testadas na prática por uma empresa brasileira inserida no setor agrícola.

“Vamos estimar os impactos ambientais associados à produção agrícola simulando alguns cenários de uso de terra e de clima. A base de dados desenvolvida servirá como guia para o uso eficiente dos recursos em cenários futuros climáticos e de uso da terra”, afirma Quirijn, que pertence ao laboratório de Física do Solo do Cena/USP.

Professores do Cena/USP participa do Biota-Fapesp Educação 2014

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

A temporada 2014 do Ciclo de Conferências Biota-Fapesp Educação, programa que tem compromisso com o aperfeiçoamento do ensino da ciência da biodiversidade no Brasil, terá a presença de três pesquisadores do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP).

O Programa teve início em 20 de fevereiro e a segunda conferência do ano ocorreu no dia 20 de março. Outros três encontros estão programados para o primeiro semestre deste ano e irão tratar de serviços ambientais específicos.

A próxima conferência acontecerá no dia 24 de abril e irá abordar Biodiversidade e Proteção a Recursos Hídricos. O evento terá a participação do professor Reynaldo Luiz Victoria, atual coordenador do Programa Fapesp de Pesquisa em Mudanças Climáticas Globais.

Victoria, que é professor colaborador do Laboratório de Analise Ambiental e Geoprocessamento do Cena/USP, instituição que dirigiu entre os anos de 2002 e 2005, vai abordar o tema ‘O papel dos sistemas fluviais amazônicos no balanço regional e global de carbono’.

Outros dois professores do Cena/USP participam do Biota-Fapesp Educação, no dia 26 de junho. Luiz Antonio Martinelli e Plinio Barbosa de Camargo, ambos do Laboratório de Ecologia Isotópica da instituição. Neste dia, o evento irá abordar a Biodiversidade e Ciclagem de Nutrientes.

Martinelli irá abordar o tema ‘Estoques de nitrogênio nas florestas brasileiras’, e Camargo falará sobre ‘Carbono, nitrogênio e outros nutrientes em sistemas aquáticos’.

BIOTA-FAPESP Educação
O Biota-Fapesp Educação realizou seu primeiro Ciclo de Conferências em 2013 com palestras sobre biodiversidade e biomas brasileiros. A atividade continua em 2014 com apresentações sobre Serviços Ecossistêmicos. As palestras transmitem, em linguagem acessível, o conhecimento gerado pelo Biota-Fapesp sobre a biodiversidade e sua conservação, recuperação e uso sustentável.

Podem participar estudantes, alunos e professores do ensino médio, alunos de graduação e pesquisadores. O objetivo das conferências é apresentar o conceito de Serviços Ecossistêmicos e os avanços científicos resultantes de estudos sobre os ecossistemas, os serviços que eles prestam ao homem e suas relações com o desenvolvimento econômico e social.

_____________

Engenho da Notícia

Assessoria de Imprensa Cena/USP

(19) 3302.0100

divulgacao@engenhodanoticia.com.br

Twitter: @Engenho_Noticia

Facebook: Engenho da Notícia