|

Laboratório C-14 desenvolve estudos paleoecológicos em região de Mata Atlântica.

Escrito por admin. Postado em Destaques, Notícias

Laboratório 14C desenvolve estudos paleoecológicos em região de Mata Atlântica no Espírito Santo: milênios de clima, vegetação, conexão com a Amazônia e refúgio florestal

Esta pesquisa foi desenvolvida com apoio de projeto Temático FAPESP, “Estudos paleoambientais interdisciplinares na costa do Espírito Santo” – ProjES, em região norte do estado, com o uso de distintas ferramentas analíticas: datação 14C e isótopos estáveis (12C, 13C) da matéria orgânica de solos e de sedimento de fundo da Lagoa Canto Grande, e de grãos de pólen fóssil e atual encontrados no sedimento lacustre e em camadas orgânicas de solo alagado. Os resultados obtidos permitiram a reconstrução ambiental (vegetação e clima) de ~30000 anos. Com base no estudo da gênese dos solos inferiu-se o predomínio de um clima úmido com chuvas bem distribuídas ao longo do ano, de ~31000-23000 anos cal. AP. Para o intervalo entre ~23000-8000 anos cal. AP inferiu-se um clima mais seco/menos úmido que o anterior, com base na expansão pontual de gramíneas C4, observada na matéria-orgânica do solo e na ausência do sinal polínico de mata de tabuleiros entre 11000-8000 anos cal. AP no sedimento lacustre. Entre ~7000 anos cal. AP até o presente inferiu-se um clima mais úmido do que o anterior, com base no registro polínico predominantemente arbóreo em área de solo alagado e também na expansão das matas de tabuleiros observada no sinal polínico do sedimento lacustre. A presença de táxons com distribuição disjunta entre os biomas Amazônia e Mata Atlântica desde pelo menos 8500 anos cal. AP, também foi verificada no registro polínico. Em associação com as análises isotópicas de C da matéria-orgânica sedimentar e dos solos, não observou-se sinal significativo/predomínio de plantas C4 (gramíneas, ciperáceas, etc.) durante os ~17000 anos cal. AP, o que sugere que a região pode ter sido um refúgio florestal durante os períodos mais secos/menos úmidos que ocorreram no Brasil desde o Último Máximo Glacial (~20000 anos cal. AP).

(artigos nacionais e internacionais, capítulos de livros, livros de série didática, vídeos, etc., são encontrados em:  http://cena.usp.br/pt/laboratorio-dvtec/carbono-14 )

Imagem aérea vegetação e lagoas

Imagem aérea vegetação e lagoas

Lagoa Canto Canto Grande (1), paleocanais de drenagem (2), vegetação de campo e floresta(3), cordões litoraneos

Lagoa Canto Grande (1), paleocanais de drenagem (2), vegetação de campo e floresta(3), cordões litorâneos (4)

Lagoa da Região

Lagoa da Região

Lagoa da Região

Lagoa da Região

Preparação de barcos para amostragem sedimento de fundo

Preparação de barcos para amostragem sedimento de fundo

Barcos ancorados para inicio amostragem sedimento

Barcos ancorados para início amostragem sedimento

Início amostragem sedimento (coluna de água de 4 metros)

Início amostragem sedimento (coluna de água de 4 metros)

Abertura testemunho sedimentar no Laboratorio C-14

Abertura testemunho sedimentar no Laboratório C-14

Testemunho sedimentar pronto para amostragem e análises

Testemunho sedimentar pronto para amostragem e análises

Extração grãos de pólen

Extração grãos de pólen

 
Preparação lâmina com grãos de polen

Preparação lâmina com grãos de pólen

 
Análise de grãos de pólen e bioindicadores

Análise de grãos de pólen e bioindicadores

Análise polínica

Análise polínica

Ecótono campo nativo - Mata de Tabuleiros

Ecótono Campo Nativo – Mata de Tabuleiros

Ecótono Campo - Floresta

Ecótono Campo – Floresta

Ecótono Campo - Floresta

Ecótono Campo – Floresta

Coletas de solos em trincheiras

Coletas de solos em trincheiras

Coletas de solo e sedimento com sonda

Coletas de solo e sedimento com sonda

Coletas de solo e sedimento com sonda

Coletas de solo e sedimento com sonda

Amostragem de solo e sedimento coletados por sonda

Amostragem de solo e sedimento coletados por sonda

Fotos de Flora e Fauna da Região, todos os direitos da imagens a Leonardo Merçon , fotógrafo profissional de natureza do Instituto Últimos Refúgios

Pós-graduando do CENA é premiado no evento “Contribution of Genetics to Plant Conservation”.

Escrito por admin. Postado em Notícias

eneas

Entre os dias 2 e 4 de fevereiro de 2015 ocorreu o evento “Contribution of Genetics to Plant Conservation”, reunindo equipes de pesquisa brasileiras e japonesas no Departamento de Genética da ESALQ. Na oportunidade, o aluno Enéas Ricardo Konzen foi premiado com o título de melhor apresentação de pôster do grupo brasileiro, com o trabalho “Prospects for an association study of DREB gene nucleotide polymorphisms and drought tolerance traits in wild common bean accessions”, orientado pela Profa. Dra. Tsai Siu Mui e co-orientado pelo Prof. Paul Gepts, da Universidade da Califórnia (UC-Davis). O evento foi organizado pela Profa. Dra. Maria Imaculada Zucchi (IAC-APTA) em colaboração com a equipe japonesa do Prof. Dr. Tadashi Kajita (Chiba University, Japão).   

Grupo de pesquisas coordenado pelo Cena/USP é homenageado pela IAEA

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

Augusto Tulmann Neto, entre José Albertino Bendassolli e Tsai Siu Mui, vice-diretor e diretora do Cena/USP

José Albertino Bendassolli (vice-diretor) entre Augusto Tulmann Neto e Tsai Siu Mui (diretora do Cena/USP)

A divisão de Técnicas Nucleares em Alimentos e Agricultura, órgão da FAO/IAEA, por conta de seu 50º aniversário, homenageou com um prêmio de reconhecimento, na forma de certificado, os pesquisadores individuais ou grupos de pesquisa dos países membros, que se destacaram na área de indução de mutação no melhoramento de plantas.

A cerimônia de premiação foi realizada durante a 58ª Sessão da Conferência Geral da International Atomic Energy Agency (IAEA), em suas dependências em Viena, na Áustria, em setembro de 2014.

O Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP), na pessoa do professor Augusto Tulmann Neto, foi uma das instituições homenageadas por pertencer ao grupo de pesquisas brasileiro ‘Uso e indução de mutação in vivo e in vitro no melhoramento de plantas’, recebendo o prêmio de reconhecimento em nome de todos.

As pesquisas em indução de mutação desenvolvidas por este grupo, contaram com a colaboração de instituições públicas, como o próprio Cena, Esalq, Iapar, IAC, Epagri, Unesp e Embrapa, e as privadas Clone Viveiros e Fruticultura e Centro de Melhoramento Genético do Fumo. Coordenado por docentes do Cena/USP, este grupo existe desde 1972.

“Tal honraria foi o resultado da grande e eficiente colaboração prestada pelos funcionários, docentes, pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação das várias instituições componentes do grupo todo. Além das agências de fomentos oficiais e companhias privadas que incentivaram e financiaram as pesquisas”, enumerou Tulmann tentando não se esquecer de ninguém.

Essa aliança científica tem por objetivo a ampliação da variabilidade genética pelo tratamento da indução e, ao longo desses anos, possibilitou a seleção de mutantes com melhores características agronômicas, sendo que alguns destes mutantes já são utilizados ou estão em vias de utilização comercial, tais como em arroz, crisântemo, feijão e maça. Outros mutantes foram obtidos em várias culturas tais como abacaxi, banana, citros, figo, fumo, tomate, soja e trigo, tendo sido empregados em estudos básicos, ou sendo utilizados em programas de melhoramento.

“Além de uma grande honra, esse prêmio demonstra, mais uma vez, agora na área de melhoramento de plantas, que o Cena/USP vem cumprindo exemplarmente seu papel em ensino, pesquisa extensão”, concluiu.

______________

Engenho da Notícia

Assessoria de Imprensa Cena/USP

(19) 3302.0100

divulgacao@engenhodanoticia.com.br

Twitter: @Engenho_Noticia

Facebook: Engenho da Notícia

Cerimônia de entrega do Prêmio Capes de Tese 2014

Escrito por Marcelo. Postado em Destaques

Evento reuniu diversos professores e autoridades

Evento reuniu diversos professores e autoridades

Para prestigiar o grande vencedor do Prêmio Capes de Tese Edição Ciência Agrárias I – 2014, Acacio Aparecido Navarrete, orientado da professora Tsai Siu Mui (Cena/USP), docentes e autoridades estiveram em Brasília, no último dia 10 de dezembro, participando da cerimônia de entrega do Prêmio.

Na foto, Elisabete Aparecida de Nadai Fernandes (presidente do PPG em Ciências do Cena/USP), Eiko Eurya Kuramae (Netherlands Institute of Ecology, Wageningen/Holanda (colaboradora no trabalho de tese), Jorge Almeida Guimarães (presidente da Capes), Acacio Navarrete, Tsai Siu Mui (orientadora da tese e diretora do Cena/USP), Cristine Chaves Barreto (Universidade Católica de Brasília, colaboradora no trabalho).

Leia mais sobre a premiação no endereço http://www.cena.usp.br/blog/?p=1850